Páginas de menu

Postado em jul 31, 2020 | 0 comentários

As pedaladas do capitão

DILMA foi impichada por causa das pedaladas fiscais, que hoje constatamos que foi terrível forçação de barra – de Eduardo Cunha, aliado a Michel Temer e a um Congresso irritado com o desprezo da presidente; sem esquecer, é claro, a tola autossuficiência de Dilma. As pedaladas fiscais. Não eram crime, eram desvios que o Congresso e o tribunal de contas aprovaria, como faz em casos piores.

BOLSONARO tem suas pedaladas, igualmente fiscais, pois implicam despesas desnecessárias e abusivas. É o caso da cloroquina, que ele alardeia, com a qual diz ter sido curado (seus médicos não confirmaram até agora). Mandou o ministério da Saúde formar estoques do medicamento e obrigou sua produção pelo laboratório do Exército. Vai ser impichado? Não, tem coisa pior para impichá-lo.

E POR QUE não impichá-la. Os institutos de pesquisa, que levantam obviedades, não investigaram o que há na classe política que impede cassar o presidente? Falta de apoio num Congresso de interesses e lealdades difusas? O interesse em esperar que a crise se precipite? O receio de assumir a massa falida que Bolsonaro prepara com a competência de sua inépcia? Tudo isso, mais um tanto, nenhum apreço pelo país.

Compartilhar:

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *