Cachorro morto

Gustavo Fruet soltou um Face contando sacanagem de Beto Richa e Deonilson Roldo com ele. E da reunião que roldou entre ele, Beto, o primo distante e o gigolô da sogra. De conversa entre políticos e de fofoca de políticos é melhor ficar fora, a verdade nunca aparece.

É como olhar o casal pelo buraco da fechadura do quarto: a gente acompanha a coisa quente, quase explícita, mas de repente a luz se apaga e o que resta ao bisbilhoteiro é a imaginação, que não merece confiança, pois os dois podem ter ido dormir.

O Face veio tarde e veio mal escrito. Tarde porque nesta altura falar de Beto, do primo, do gigolô e de roldo é chutar cachorro morto. Mal escrito porque muito Gustavo, sem punch. Deixasse para a mulher, Márcia, bela, articulada, inteligente, de letras diretas e entrelinhas de fogo.

Aliás, Márcia podia se candidatar nestas eleições. O Insulto iria cobri-la de elogios. Há casamentos em que o homem só deve fazer feira e mercado. Assunto importante, como a paz no Oriente e quem será senador pelo Paraná, deixa-se para a mulher. Tenho experiência, de causa própria.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *