Cestas cheias, palavras vazias

BRASIL, terra do eufemismo, das palavras e expressões vazias de significado ou de significado enganoso . Como as tais “cestas de café da manhã”, que têm tudo que ninguém consome no café da manhã. Fossem distribuídas a moradores de rua, desses que acampam nas portas de supermercados a pedir coisas para comer, aí sim. Se viessem com um bulê de café fumegante, pãozinho fresco com manteiga espalhada, uma geleiazinha de morango, aí sim. O resto pode ser em dinheiro ou em pix. Pior que isso, só dão a cesta para o rico que repassa à empregada. Bom mesmo é cesta de Natal, mas essas só ganham os gerentes de banco – ou ganhavam, como o vizinho de minha infância.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *