Como os maridos

O GOVERNO FEDERAL nos fez bondade ao suspender a portaria sobre renovação da carteira de motorista? Nada disso, o governo apenas suspendeu a maldade, até o resultado das eleições. Aquela parafernália de exigências engendradas por uma burocracia alienada daria dinheiro para alguém e incômodo para todos nós.

Com certeza sairia algum a título de contribuição de campanha. Tudo aquilo não foi pensado do nada. Ao suspender a portaria, o ministro da área deu uma no cravo e outra na cavalgadura: elogiou o trabalho dos artífices da exigência e lamentou o transtorno que causaria aos titulares de habilitação. Estranho pedido de desculpas, esse.

Aumentar a fiscalização em ruas e estradas, fiscalizar a aptidão dos veículos para rodar, até mudar a qualificação dos crimes de trânsito, nada, nada disso. Não aparece. Não adianta. No Brasil os governos são como os maridos: mesmo quando acertam e são comportados ocultam alguma safadeza.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *