Espaços vitais

A CHINA teve sua população reduzida pela baixa da natalidade. Se a China perder um bilhão de habitantes a vida melhora, tanto para os  chineses como para o mundo em geral. O governo chinês não quer isso, tanto que estimula a natalidade. Precisa de gente para ocupar territórios que julga seus, algo com cheiro de nazismo, na noção de Lebensraum, a política do espaço vital que a Alemanha aplicou ao anexar a Áustria e a Polônia e a Rússia aplica com a Ucrânia. E Israel com a Palestina.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *