Eu furunfo, tu pagas

MICHAEL COHEN, advogado de Donald Trump, revelou o segredo de Polichinelo: ele pagou US$ 130 mil pelo silêncio da atriz pornô Stormy Daniels sobre as transas desta com seu cliente durante o ano de 2006. O pagamento aconteceu em 2016, durante as prévias do Partido Republicano para a escolha do candidato a presidente.

A história rola faz tempo e ganhou intensidade depois da posse de Trump, quando a atriz voltou a ser procurada pela imprensa. Mas os 130 mil dólares impedem que fale, pois é pagamento pelo silêncio, acordo com cláusula de confidencialidade, multa milionária pela violação. Como o assunto não sai do noticiário, o advogado assumiu que pagou de seu bolso.

Não foi a transa mais cara. Mas teve dinheiro jogado fora: Trump gozou e a fatura caiu no advogado. Pior: em entrevista anterior ao acordo, a atriz revelou que a transa com Trump não ganharia o Oscar da Soda : o futuro presidente desdenhou sofisticado cardápio da moça. Segundo Stormy, palavras dela, “the sex was nothing crazy”, coisa trivial, morna.

Com uma celebrada performer do sexo (deem um Google para conferir), as transas com Trump, ela de novo,  ficaram no “textbook generic” – uma rapidinha convencional. Conclusão: esse Michael Cohen é um baita advogado, profissional de fidelidade canina. O cara meteu a mão no bolso e nem pediu amostra grátis.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *