Gato no telhado

O CARA despencou do telhado da igreja no Boqueirão e passou horas a berrar por socorro (no BandaB de hoje). Não explicou o caminhar alta madrugada pelo telhado da igreja vazia. Isso é coisa de jaboti, da gata em teto de zinco quente e do conhecido o animal chamado gatuno. Isso e mais nada, pois como ensinava a amiga Eliana Vidal, “gato que nasce em forno não é pão”. (No tempo em que se assava o pão em casa, a forma com a massa era posta em forno de barro pré aquecido. Recolhido o pão, restava o calor do forno vazio, dormitório dos gatos folgados.)

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *