Páginas de menu
TwitterFacebook

Postado em jun 10, 2019 | 0 comentários

Geração joystick

ESPERTEZA DEMAIS MATA. Falta de leitura, também. Sergio Moro e Deltan Dallanhol, dois garotos da geração joystick, caíram na armadilha cibernética. Combinaram pelo zap zap e pelo msn as jogadas da Lava Jato. Bastou o hacking no celular de Moro para o site Intercept entregar a esperteza. Jogadas como as reveladas no hacking não devem ser armadas via telefone, carta, cochicho.

O certo é fazê-las na sauna, de preferência úmida, enfumaçada, os dois pelados, sem mãos nos bolsos. Trama entre juiz e o procurador nem com a mão cobrindo a boca, como fazem políticos e técnicos de futebol. Moro e Dalanhol conviveram e não aprenderam com os grampos do ex-senador Sérgio Machado no senador José Sarney e de Joesley Batista sobre Michel Temer. Imagine os emoticons das conversas.

Compartilhar:

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *