Páginas de menu
TwitterFacebook

Postado em abr 16, 2018 | 0 comentários

É lá com doutor Gilmal

Aécio Neves se defende da acusação de pedir – e receber, via primo, a metade – R$ 2 milhões de Joesley Batista: “fui ingênuo, mas não cometi nenhuma ilegalidade”.

Meu filho aos doze anos explodiu um tijolo com bombinhas. Feriu o olho com pólvora e com medo de castigo, contou que foi areia da ventania. O médico deu o diagnóstico: foi ingênuo, mas não foi ilegal. O doutor também brincava com bombinhas.

Se Aécio tivesse 12 anos ao pedir os R$ 2 milhões seria ingenuidade. Aos 58, não é mais ingênuo e nem sei se foi a primeira vez. Quanto a ser legal ou ilegal, isso, é lá com doutor Gilmal.

Compartilhar:

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *