Páginas de menu
TwitterFacebook

Postado em mar 13, 2019 | 0 comentários

O ator e o canastrão

Ainda rende a picuinha de Jair Bolsonaro com José de Abreu sobre este se auto-proclamar presidente da República, com faixa e tudo. Bobagem. Os dois são atores, mas Abreu é melhor, consagrado, profissional, premiado, versátil e global.

Bolsonaro é canastrão, está mais para circo que para teatro, onde podia no máximo fazer aquele sargento dos Trapalhões (com a companhia mambembe dos filhos). Não tem currículo de papéis, faz o gênero Francisco Cuoco, sempre Francisco Cuoco em todos os personagens.

Pior; Bolsonaro não é global, é Record. Só que o canastrão foi eleito, o ator, não. Cada um tem o público que merece – não é elogio, sim ofensa ao público. Mas isso de se auto-proclamar pode funcionar. Numa dessas o cara da Venezuela emplaca e derruba o Maduro…

Compartilhar:

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *