Páginas de menu

Postado em jul 5, 2020 | 0 comentários

O breve e o quase

A SANHA mortadela continua insaciada contra Carlos Alberto Decotelli, o breve ministro de Jair Bolsonaro: ele incluiu no currículo falso uma verdade, a de ter sido ministro da Educação por cinco dias (nas contas do Insulto foi um só, que no resto apenas combateu pela vida). Pois bem, e o que dizer de Renato Feder, o secretário da Educação do Paraná, governo Ratinho?

Por duas vezes, Feder quase foi ministro; por pouco não chegou lá, só faltou o apoio de Jair Renan, o 05. Se por maldade se fizesse trocadilho com o sobrenome, podia-se dizer que Feder foi o ministro porcino, como a viúva e sua intérprete Regina Duarte. Consta que, apesar das ideias, Feder tem pudor. Pudico, não irá incluir o quase em seu currículo.

Compartilhar:

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *