Quase presidente

AO ASSINAR o decreto de intervenção, Michel Temer declarou que o crime organizado quase tomou conta do Rio. Quase é advérbio de modo que expressa algo que esteve prestes a acontecer ou não aconteceu completamente. Quase? Uma injustiça com os bandidos que assaltam nas ruas e nas praias. E o crime organizado na assembleia legislativa, cujo presidente (do partido de Temer) está preso, no governo do estado, cujo ex-governador montou organização criminosa quando no poder e, para ficar por aqui, no tribunal de contas, onde seis dos sete conselheiros foram presos? Quase? Que dizer ao acordo entre a secretária municipal Cristiane Brasil e os milicianos para fechar um curral eleitoral nos morros? Como o governo Michel Temer.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *