Puro e límpido

Uma juíza de Brasília rejeitou a denúncia contra Lula pelo sítio de Atibaia. Mais uma decisão na linha da jurisprudência pró Lula criada pelo STF contra sua jurisprudência anterior, anti Lula. Ao final dos processos, sempre absolvido, Lula só merece a canonização, porque mais injustiçado que ele só terá existido um na história da humanidade: Jesus Cristo. Na sua estupenda e insuperável estupidez, Jair Bolsonaro nunca perceberá que tem sido ele o maior defensor de Lula, a quem insiste em acusar – e fortalecer.

Compartilhar:

Belo ao avesso

Frederick Wassef, advogado de Fabrício Queiroz, de Jair e de Flávio Bolsonaro, foi corrido, ontem, de restaurante em Brasília, por marido que, com uma faca, o acusava de assediar-lhe a mulher. A defesa do advogado replica a de Jair Bolsonaro contra a deputada Maria do Rosário: que a mulher era uma idosa “de 60 anos, com aparência de 65”. Se a mulher tivesse 59 com aparência de 54, seria legitimamente assediável?

Compartilhar:

Firewall

  • Jair Bolsonaro mudou o Brasil. Radicalmente. Metade sofre de tristeza e metade sofre de ódio. Os poucos que escapam das duas maldições caem na terceira, o covid, também obra de Bolsonaro. Nem Lula conseguiu tal façanha.
  • No sábado de ontem, Bolsonaro foi a Eldorado (SP) para visitar a mãe. Levou os três filhos do primeiro casamento. Disse que a mãe, aos 94 anos, não o “reconhece mais”. Pena, pois ele não mudou nada.
  • Na última live Bolsonaro penou para pronunciar a palavra firewall. O redator do texto esqueceu que o chefe só conhece uma frase em inglês: “I love you, Mr President”, aquela que esperou por uma hora em sessão da ONU para dizer a Donald Trump.
Compartilhar:

Maldição de Simonal

Sérgio Reis sofre a maldição de Wilson Simonal. Ambos colaboraram com o fascismo oficial e acabaram escrachados.

Compartilhar:

Sobe e não trava

O ministro Alexandre Moraes tem pau maior que o de Jair Bolsonaro. Além disso o de Moraes é duro e trava enquanto o de Bolsonaro sobe mas não trava.

Compartilhar:

Mais um ciclo

Lula fecha acordos com a família Sarney no Maranhão. Mais um ciclo viciado e vicioso. No ciclo anterior essa aliança elegeu Bolsonaro, que a explorou pela Lava Jato; no seguinte elege Lula, que vai explorá-la pela Cloroquina; mais adiante elege Bolsonaro sabe lá pela miséria que Lula irá legar. Quem ganha, quem perde? Ganham os Sarney e perde o povo, claro. Mas o povo merece, pois não aprende – ou não tem incentivo para aprender pelos que sempre ganham.

Compartilhar:

Treinamento

Vejo a esquadrilha de cinco aviões aqui pela janela (16:31). Agora a Aeronáutica também treina para o golpe? Mas em Curitiba? Aqui não precisa, tá tudo controlado, povo, empresário, governo, políticos, até os mendigos fechados com Bolsonaro.

Compartilhar:

Insanidade mental

Antes de prender o cantor Sérgio Reis precisa fazer um exame de sanidade mental nele. O que ele falou sobre invadir e quebrar o STF é coisa de débil mental.

Compartilhar:

11 no 7

Bolsonaro pretende um 11 de setembro no 7 de setembro. Terrorista é tudo igual.

Compartilhar:

Bunduda, bundão, bundinha

Esse menino, o 04, Jair Renan, raspa de tacho do capitão furacão, está saindo melhor que a encomenda, muito acima dos irmãos. Começa por ser o mais parecido fisicamente com o pai. Não é picareta de chocolate, nem maluco da internet, muito menos equivocado como o irmão deputado. As besteiras que diz são todas elas compatíveis com sua idade; ou seja, ainda pode melhorar – o que é praticamente impossível, considerando a genética que herdou.

Como a esperança é a penúltima que morre de covid, o menino pode chegar lá. Inclusive pela capacidade no gerar notícias a partir de fatos corriqueiros, mas que chocam os meio irmãos. Na semana saiu-se com dois, e nem precisou, como o pai, negar no dia seguinte o que falou no anterior. Primeiro, disse que namoraria uma petista. Bravo. O amor está acima da ideologia e das bandeiras partidárias. Embora em tempos bolsonáricos, a disparidade política tenha levado casais à separação.

O pai disse que a petista e deputada Maria do Rosário não merecia ser estuprada por ele (até hoje o capitão nos deve a informação de qual ou quais mulheres merecem ser estupradas por ele…). Em seguida, o moço ameaça candidatar-se a Mister Bumbum, recente lançamento de Andressa Urach, a eterna vice Miss Bumbum; se quiser leva o título, pois no último concurso de Miss Bumbum, Andressa ajeitou a votação para eleger sua candidata. E sendo ela, a vice bunduda, eleitora frenética do capitão bundão, o filho bundinha ainda leva o troféu.

Compartilhar:
error: O conteúdo está protegido !!