Que nem o pregão

O próximo recurso de Lula não será julgado em sessão aberta ao público, com imprensa presente, advogados e estagiários fazendo caras e bocas. A segunda turma do Supremo, aquela sinistra de Gilmar, Lewandowski e Toffoli, fará julgamento virtual. O que é julgamento virtual? É mais ou menos como o pregão virtual.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *