Tarado gastador

NESTA semana Donald Trump participa de audiência judicial para fixar o valor definitivo da indenização à escritora E. Jean Carroll, de quem disse que não merecia ser estuprada por ele (“she’s not my type”, não faz meu gênero). Carroll processou Trump de tê-la estuprado em 1996 no vestiário de loja de departamentos em N. Iorque. A justiça não reconheceu o crime de estupro, mas condenou Trump pelas difamações sucessivas e públicas a Carroll ao negar o crime; o valor chegou a cinco milhões de dólares, que a autora pretende elevar para dez milhões. Lembra o episódio em que o deputado Jair Bolsonaro disse à colega Maria do Rosário, que ela “não merecia ser estuprada” por ele. Ou seja, she’s not my type. Fosse nos EUA, nem vendendo as joias sauditas Bolsonaro teria como pagar a indenização.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *