Páginas de menu
TwitterFacebook

Postado em ago 16, 2019 | 0 comentários

Toaldo vs perdigotos de fogo

POBRE DO BLOG que não tem heróis. Pobre do blog que precisa de heróis. O Insulto é triplamente pobre, uma vez de dinheiro, duas de heróis. A primeira vem a ser a velha e conhecida pindaíba, aqui a gente faz o rancho com cartão de crédito e paga o rango um mês depois da digestão. A segunda e terceira têm nomes: Sergio Moro e Deltan Dallagnol, heróis que nos deixaram pendurados no pincel, seduzidos e abandonados.

HERÓI MORTO, herói posto. Demorou, mas conseguimos repor um herói, o herói magistrado, agora o juiz José Daniel Toaldo, da 13a. vara criminal de Curitiba, responsável pela Operação Lava Jato, na qual o ex-governador Beto Richa é réu. Logo que assumiu a vara, por determinação superior transparente e ordinária, o juiz sofreu reclamação de Richa no STF. O ex-governador não quer o juiz Toaldo, nem diz qual o juiz de sua predileção.

O MINISTRO Gilmar Mendes pediu informações ao juiz Toaldo, que proclamou tout court: não pediu a vara, mas também não pede para dela sair. Está lá e lá permanece porque cumpre a lei de organização judiciária. E aos previsíveis perdigotos de fogo de Gilmar Mendes opõe o escudo inventado por Gilmar: “Não sou juiz de exceção”. Belo trocadilho: não é juiz especial para caso especial e não julga descumprindo a lei.

Compartilhar:

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *