Páginas de menu
TwitterFacebook

Postado em abr 6, 2020 | 0 comentários

Um Brasil de fancaria

A EMBAIXADA CHINESA repudia tuíte do ministro Abraham Weintraub, a quem acusa de racista por descrever o embaixador falando em português caricato. Desde março a China já exportou 4 bilhões de máscaras de proteção ao covid-19. O Brasil precisa delas, tanto que se propõe a mandar aeronaves da FAB para trazê-lo.

O ministro da Educação também “está se achando”, para usar a expressão de Jair Bolsonaro quanto ao ministro da Saúde? Receberá um golpe de Bic, a “canetada” prometida pelo presidente? As Forças Armadas defendem o isolamento horizontal. Estariam “se achando” também? Estão assim desde sempre. Bolsonaro distribuirá canetadas entre os militares?

O que vai acontecer nas relações do Brasil com a China? E com o ministro da Educação? Nada. A China sabe o que o Brasil de Bolsonaro ficou mais irrelevante que o usual. O presidente Bolsonaro sabe que o ministro Weintraub não “está se achando”: ele já “se achou” no coração do chefe, ao contribuir para a expansão do coronavírus.

Agora nos espera o já sabido, habitual, histriônico e ridículo: o presidente da República a minimizar a fala do ministro da Educação, o homem público mais mal educado deste país; o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, acinte a Rio Branco e também pau-mandado da primeira família, a exigir retratação do embaixador da China.

Compartilhar:

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *